sexta-feira, 31 de julho de 2009

A categoria!

Bem amigos da Rede Insustentável!
Eu tava devendo o post desde quarta feira, mas outras coisas interessantes surgiram e eu resolvi deixar pra lá já que o assunto é delicado e longo, vou logo avisando...
Na quarta feira fui a uma entrevista de emprego no Centro do Rj (coisa que rendeu o post da Saruel), todo mundo sabe que eu sou assistente social cheia de orgulho da minha nobre profissão.
Mas sabe, nesse dia eu tive vontade de pegar meu diploma e enfiar ele debaixo do chuveiro até rasgar (só não fiz isso pq ele é feito de papel-moeda e meu uma pena do cacete), tudo isso porque eu cheguei a mais distinta conclusão: as assistentes sociais são sem noção e despreparadas, além de semi-analfabetas e completamente desatentas ao que se diz respeito à regras de etiqueta.

Todo mundo sabe, ou se não sabe procura saber que ao ir numa entrevista de emprego você pelo menos precisa de um visu apresentável. E além disso, vale procurar saber como são os costumes da empresa que abre a vaga em questão para você ter mais ou menos uma noção de vai ou não pagar um macaquinho básico.

Então, a seleção foi feita numa sala de uma faculdade particular bastante tradicional e antiga do RJ. A recrutadora não era carioca (o que subentende que ela não estaria de roupinha de calor e nem de calça jeans) e por isso alguém mais exigente que as demais. Portanto, todo cuidado para não causar má impressão seria pouco ou todo!

Eis que então adentram à sala de seleção cerca de 15 mulheres (included me) e elas se sentam e a recrutadora começa o blá blá blá.
Ai ela diz que teríamos que fazer uma apresentação em frente de sala, ou seja, de pé pra todos verem e ouvirem em bom tom, falando de sua experiência profissional mais recente, vida pessoal (perguntas básicas como estado civil, filhos e bairro onde morava) e ao final explanar o que você sabia sobre a empresa recrutadora.

Como eu odeio ficar por ultimo escolhi ser a primeira. Não sei se fiz uma boa explanação de tudo, mas a verdade é que: EU ESTAVA VESTIDA ADEQUADAMENTE DE TERNINHO DE SAIA E MEIA CALÇA E SAPATINHO ALTO DE BICO FINO QUEDÓIOPÉPRACARALHOU!

Depois de mim começaram os desatinos:
1) Gorda de calça jeans e blusinha de alça fina com um casaco de capuz igual aos da Maria Ísis.
2) Moça de calça jeans que se vai no mercado em dia frio, blusa bata estampada e sandália com dedos mega de fora e salto de cortiça.
3) MUITO gorda de calça bailarina (aquela de elanca e com cadarcinho) e baby look com o símbolo da luta contra o câncer de mama.
4) Gordinha simpática, de TERNINHO DE CALÇA E BLUSA BRANCA DE GENTE NORMAL E SAPATO BONITINHO.
5) Moça com corpo de modelo, calça baixissima e tatuagem de golfinho do lado esquerdo da pélvis.
6) Moça de sobretudo jeans e sapato boneca com meia azul

E fora outras coisinhas como falar em demasia, mascar chiclete, cometer erros brutais de português que eu nem me lembro pra não traumatizar, coisas do arco da velha...

Esses exemplos ai foram os mais gritantes que não me saem da memória desde a data.

Pensei sinceramente em escrever uma carta ao conselho para que eles elaborem uma cartilha de bons modos para a categoria. Porra cara, não é porque a profissão é oriunda da classe trabalhadora, trabalha basicamente com pessoas em vulnerabilidade social (leia-se pobre) que você vai exculachar a parada.

Fiquei envergonhada, puta, me sentindo um ET dentro da sala e ao mesmo tempo sabendo que não dá pra ser tão bom quando os demais levam teu "nome" pra lama.

Ai depois eu conversei com uma amiga tb AS e resolvi que vou sim, mandar o tal manifesto pro conselho, talvez seja até esse aqui mesmo.

Não quero ser rotulada de cafona, mal preparada, e semi analfabeta porque um monte delas fazem questão de ser assim.

Ufa! Desabafei.

Amanhã tem novidades às 19 horas. Espero que curtam.
Beijos com carinho e bom sabadão galera

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Blogagem coletiva

Eu e minhas companheiras blogueiras por idéia de Melissa Al Neri "Aguiar"(vão perguntar pra ela pq o nome) que criássemos tipo um "post resposta" pra alguns temas que seriam feitos a cada semana por uma das companheiras. Estes temas tem que ser respondidos por todos os Blogs participantes.

Como eu adoro essas coisas, entrei de cabeça e vou responder ao tema de Mel Lissa!

Ganhei 42 milhões na Mega Sena! E agora, vou fazer o que?


Bem, acho que primeiro eu ficaria meio estática!
Depois iria começar a gastar por conta com uma caixa de prosecco da maior qualidade, queijos deliciosos pra fondue e um laptop pra falar com todos os amigos em qualquer lugar.
Próximo passo seria: uma aumentada nos peitos; plástica na barriga; e um cabelo novo (tipo da Tais Araujo).

Pronto! Já linda eu ia começar a investir pelo menos 70% do dinheiro nos mais diversos tipos de aplicações seguras do mercado e pagaria as dívidas que nós (eu, mãe e marido) temos.

Abriria uma loja de griffe fina pra minha mãr nunca mais ser empregada.

Compraria um prédio com 20 apartamentos para contemplar todos da minha família (1 apto pra cada membro presente). Esses imóveis não poderiam ser vendidos e nem alugados, apenas passados de geração entre os Guimarães (isso vai de primos à sogra e cunhada).

Daria de presente pro meu Marido uma viagem de 3 meses (o sonho dele) para China e Japão.

Daria uma casa pra minha irmã, prima, comadre Raquel e a melhor festa de casamento que alguém poderia ter na vida.

Iria pra Disney com a Maria Ísis e a sua melhor amiga que ela escolheria.

Daria um carro pra Anna Luísa (minha priminha de 13 anos que é a dinda 2 da Maria), mas ela só poderia retirar aos 18 e seria extremamente proíbido o pai e a mãe dela dirigirem o carro, salvo em casos extremos de pane ou similar.

Ajudaria alguns projetos sociais ligados à crianças e a questões relacionadas a fome.

E ai o resto eu ia viver mesmo. Casa de praia, de campo, apto nos EUA, carro (mesmo com grana eu não teria muitas vaidades não, serve um Crossfox e um Eco Sport), uma cobertura linda aqui mesmo no RJ bem grandona pra morar e receber meus amigos queridos.

TUDO que a minha mãe quisesse, que meu marido quisesse e que a minha filha quisesse.
Ah e o mais importante, eu ia estudar MUITO porque além de rica, eu ia querer também ganhar o mundo...

É isso pessoas, espero que tenham gostado!

Beijos


PS: Mais tarde tem o post dos AS, prometo!

A Saruel!

Oi galera...
Tava meio sumida né, mas as coisas deram uma embolada, ai sabe como é né, a gente fica logo sem tempo, mas voltei prar vocês.

Ontem eu fui ao Centro da cidade e me senti tão bem... Amo aquele lugar, tem muita coisa pra ver, pra fazer, pra compara (ok isso eu não fiz) e fora que tem muita história minha ali também.

Como eu disse, sempre tem muita coisa para se ver num Centro de qq cidade urbana e eu vi com esses quatro olhinhos que uma dia a terra comerá, uma atrocidade...

Algumas mulheres sem nenhuma noção estética e de moda. Tudo bem que esse lance de moda é muito relativo, mais porra, as pessoas não tem espelho em casa não?

Há um tempo atrás lançaram a moda da calça Saruel (minha maior inveja). É algo um tanto diferente dos padrões que se usa habitualmente e por isso você precisa pertencer a um seleto grupo de pessoas para usa-la (coisa que eu não faço).

Precisa ser magrinha (é bem magrela), não ter muita bunda e de preferência ter acima de 1,70 porque senão fica muito feio mesmo. Eu tenho 1,80, poderia ficar ótimo em mim, mas eu além de barriga, tenho uma bunda imensa e definitivamente, não fica bem... mas um dia eu entro numa rsrs.

Então, vi mulheres cheiinhas (pra não falar gordas mesmo) usando a calça. Poxa pessoal, sei que é legal acompanhar as tendências, mas eu nunca uso mini saia porque minha perna é gigante e fica parecendo que a roupa é da Maria Ísis... tenho semancol.
Porque usar Saruel se vc tem mais de 80 kg e menos de 1,70? Você vai ser o botijão de gas coberto com aquele paninho que a vó da gente dá no enxoval de casamento....
Fica feio pra cacete.

Mas o povo não tá nem ai pra "hora do Brasil", se veste de botijão e sai, todas lépidas e fagueiras "causando" em todos aqueles que olham...

Enfim é isso, apenas um desabafo, mais tarde eu volto falando mais de moda, mas dessa vez em relação a uma classe específica: As assistentes sociais sem noção parte 2000!

Beijos e...
PS: Sah, que tal uma saruel ai gatinha hehehehehehe
PS 2: Ela ODEIA saruel

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Sobre ser mãe...

Andando pela blogsfera descobri um blog interessantíssimo e muito rico de detalhes e experiências de uma Mulher, com m maiúsculo, que escreve bem pra caramba e ainda por cima e´dona do seu próprio jogo. Confira o Olhos de J@de e vejam como é legal...

E lá mesmo no blog achei uma coisinha que mostra mais um pouquinho do universo das Mães do mundão a fora.
PS: Isso foi escrito por um homem. Bom né que eles estão percebendo o grande valor da maternidade.

A minha mulher caminhava com minha filha de 4 anos, quando ela apanhou qualquer coisa do chão e ia pôr na boca.
Ralhou com ela e disse-lhe para nunca fazer isso.
- Mas, por quê? - Perguntou ela.
A minha mulher respondeu que se estava no chão, estava sujo e cheio de micróbios.
Nesse momento, a minha filha olhou-a com admiração e perguntou:
- Mãe, como sabe tudo isso? É tão inteligente...
A minha mulher respondeu-lhe:
- Todas as Mães sabem estas coisas. Quando alguém quer ser Mãe tem que fazer um teste e tem que saber todas estas coisas, se não, não pode ser Mãe.
Caminharam em silêncio e depois de alguns minutos, depois de pensar no assunto a minha filha de repente disse:
- Ah, já percebi. Se você não passasse no teste, você seria o Pai.
- Exatamente... Respondeu minha mulher com um grande sorriso na boca.



E lá vamos nós, rumo a uma semana que findou com uma porção de questionamentos e histórias hilárias no MSN. Realmente eu faço parte do rol de pessoas que tem amigos malucos...
Mas como diz o bom e velho Mc' Donalds, EU AMO MUITO TUDO ISSO.

Beijos povo.

Saudades de D@ni, de Sah, de Val, ai na verdade eu tô é com..."Saudade de tu meu desejo, tô com saudade do beijo e do mel... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Lembrei agora de um jogo que a gente fazia na faculdade na aula de História do Brasil III (q marido não leia isso, afinal né, ele é professor desta tão intessante disciplina, mas se ele fosse o professor a gente não ia fazer esses joguinhos, a aula do cara pálida é boa pra cacete).

domingo, 26 de julho de 2009

A carta que eu nunca vou poder entregar.

Hoje eu sonhei com você...
Sonhei com a gente naquele lugar de sempre, falando nem sempre as mesmas coisas, mas sempre na mesma sintonia... morri de saudades e acordei chorando.
Senti falta das nossas conversas, dos nossos beijinhos engraçadinhos que só faziam sentido para gente, de filar o teu free e falar que era de mulherzinha e de vcê filar o meu hollywood e dizer que era de pedreiro...
Fiquei pensando nas horas de muita tensão depois dos seminários, da história dos contos de fada diante da reviravolta do Capital (Marx até hj deve ter muito orgulho daquele grupo).
E as escadas e os corredores? Se a UFF falasse com certeza mandaria a gente assisitir aula e parar de ficar inventando história.
Agora, a gente se formou né... Eu com muita ajuda sua porque quem foi mesmo que revisou e ordenou a minha monografia hein? E agora, quem vai revisar a minha futura tese de mestrado? Quem? Ainda não sei, mas espero que seja alguém com o mesmo senso crítico e a mesma idiotice peculiar que eu amava em você.
Revi a fita da formatura esses dias... Você estava lá, brilhante, brilhando e vivendo o melhor dia da sua vida como você sempre fez questão de falar pra qualquer pessoa. Fiquei pensando nas inúmeras horas que a gente caiu na porrada na comissão, com idéias divergentes, mas que no fim a gente arrumava um jeito de ficar 50% pra mim e os outros 50% pra você.
Éramos cumplices... até o dia que "aquela coisa" começou a tirar você de mim.
Você foi fugindo, se escondendo, não queria mais me ver, tinha medo de falar comigo e de compartilhar suas dores e desabores como sempre fazia.
Briguei com você, fui injusta, insensível e burra. Até que um encontro fez com que isso caisse por terra.
Estávamos lá, eu e você, como sempre fazíamos. Rindo muito, nos abraçando, falando mal de tudo e de todos, contando e falando mil coisas ao mesmo tepo, mas a gente sempre se entendeu assim, que jeito... Era o nosso jeito!
E agora, o que eu faço sem tudo isso? Três meses já se passaram desde que você deixou o mundo do meros e tolos mortais e ainda sim eu me sinto vazia. Claro que eu sigo a minha vida, mas tem dias que eu sinto MUITO a sua falta.
Sinto falta da sua cara de Claudia Rodrigues, do seu cabelo loiro pintado sem nunca um raiz preta (ah meu Deus as farmácias ganharam muito dinheiro nas tuas custas), do jeito que só você conseguia contar em 30 segundos uma história que muita gente levaria 30 anos, da sua gargalhada, do seu mau humor, de beijar a sua cabeça que sempre ficar perto do meu peito (baixinha).

Enfim, sinto falta de você LETÍCIA. A maior e melhor amiga que eu pude e tiver oportunidade de fazer na minha curta existência.
Eu estava lá sabe, te dando o último adeus, mas na certeza que aquilo era o melhor pra você (não pra mim, mas pra você sim).
Chorei muito, de tristeza, de saudades e mesmo assim em alguns momentos eu pude ficar um pouco mais tranquila sabe porque? Porque eu tenho certeza que você vai poder representar pro Marx o conto de fadas... E ele vai amar, sabe por que? Porque homens adoram as loiras, mesmo as falsificadas, mas eles curtem esse cabelo amarelo...

Eu te amo muito, vou te amar pra sempre e sua presença vai estar sempre comigo.
Uma pena você não ter conhecido a Maria Ísis ao vivo, você ia adorar ela e ela a você...
Ainda bem que você foi no meu casamento... tava lá compartilhando da minha felicidade...
Ainda bem que pudemos viver anos de extrema confiança e amizade juntas. Nos escolhemos como amigas e um dia a gente vai se encontrar, e como diz o NXZERO que a gente tanto ODEIA... "tenho certeza, numa bem melhor..."

Um beijo
Saudades

sábado, 25 de julho de 2009

Eu amo ser Assistente Social (mas isso ai é piada hein).

PRA DESCONTRAIR NESSE FRIO HORRÍVEL!

Uma Assistente Social desceu os portões do inferno e foi admitida.

Mal havia chegado já estava insatisfeita com o baixo nível de higiene e de saúde das pessoas no inferno. Logo começou a fazer projetos e várias ações para coibir aquele caos. Pouco tempo depois já não havia no inferno o insuportável mau hálito nas pessoas. Ninguém mais reclamava de dores e mal estar, os banheiros tinham higiene e sala de repouso e, por conseguinte, estavam mais limpos e cheirosos.

As pessoas eram orientadas sobre hábitos de vida e prevenção de doenças. Eram acompanhadas através de análises diárias e com controle de satisfação e exames físicos. A Assistente Social era muito popular por lá.

Um dia, São Pedro chamou o diabo ao telefone e perguntou, ironicamente: - E então, como estão as coisas aí embaixo?

E o diabo respondeu: - Uma maravilha! Agora aqui todos se beijam, sorriem uns aos outros, não existem doentes, queixosos, as pessoas estão mais felizes... se alimentando melhor... Isso sem falar no que a nossa Assistente Social está planejando para breve!

Do outro lado da linha, surpreso, São Pedro exclamou: O quê ?! Vocês têm uma Assistente Social aí ? Isso foi um engano! Assistentes Sociais nunca vão para o inferno. Mande-a subir aqui, imediatamente!

O diabo respondeu: - Sem possibilidade! Eu gostei de ter uma A.S. e continuarei mantendo-a aqui.

São Pedro, já mais irritado, fala em tom de ameaça: - Mande-a para cá agora, ou tomarei as medidas legais necessárias.

Eis que o diabo soltou uma gargalhada:
- Hahahaha! Onde você vai arrumar um Advogado? Estão todos aqui...


Caros colegas da "toga", desculpa mais eu tinha que colocar isso aqui. sem preconceitos tá, por favor não me entendam mal...
Povo eu tô feliz demais, quase soltando rojões, vcs não imaginam...
Beijos e mais beijos.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

E no MSN...

Conversando com uma amiga e falando de homens claro, ela me solta a pérola que eu tinha que colocar aqui...



"Homens deveriam ser igual a ações. Depois de um certo tempo, poderíamos trocar por dinheiro..."




E ai, ela está ou não com a razão?

beijos povo e comentem lá nas minhas boas notícias.

Boas notícias.

Bem todo mundo que acompanha esse blog sabe que ando meio borocochô porque tenho ficado muito tempo em casa, sendo a Rainha do Lar e talz...
Mas há um mês atrás eu fiz um inscrição para ser aceita num curso de grande relevância numa puta instituição de saúde aqui do RJ e do mundo de fato!

Então, depois de um mês de longa espera veio a notícia mais que positiva: fui aceita no curso e começam as aulas dia 18 de agosto.

O que isso significa? Mudar de ares, respirar mais a minha profissão e me qualificar mais ainda pro mercado.

Estou muito feliz, é uma conquista minha que pode não parecer muito importante por ser só um curso, mas o nome da instituição referida (quem quiser saber eu conto pessoalmente hehehehe) no currículo, nossa vale quase tudo.

E fora que é um pé, ou melhor um corpinho (no meu caso, corpão) para ingressar no meu maior desejo: O MESTRADO!

O melhor de tudo: tem uma LUCIANA comigo nessa empreitada (quem quiser saber qual é a Lu, vai no post sobre esse nome que me acompanha), pelas caracterísicas que eu dou no post, bora ver quem acerta quem é a Lu hein... de repente eu presenteio com uma poesia pra colocar no blog vencedor.

É isso pessoal, tô feliz pra caramba e me sentindo viva de novo. Agora vou indo pq preciso usar a invenção de Graham Bell (é assim q escreve?) pra contar pra todo mundo....

Beijos imensos

terça-feira, 21 de julho de 2009

Só UMA mulher SABE O QUE É....

Só UMA mulher SABE O QUE É:

Passar a vida inteira lutando contra seu próprio cabelo.
Comprar uma blusa que não combina com nada, mas que pelo preço estava irresistivel!
Saber de memória quem se casou, quem se separou e quem deixou a carreira.
Ter uma bolsa que parece a necessaire da avó do 007,
de tantas coisas acumuladas e incríveis que existem dentro dela.
Falar de intimidades que os homens nem sequer imaginam.
Ser tratada como uma idiota pelos mecânicos de uma oficina
Fingir naturalidade durante um exame ginecológico.
O poder de uns jeans, o de uma blusa de lycra, para sustentar a estrutura do corpo.
Ter crises conjugais, crises existenciais, crises de identidade, crises de nervos!
Ser mãe solteira, mãe casada, mãe separada e..... mãe do marido.
Ver uma partida de futebol (só para fazer companhia ao gato).
Lavar a calcinha no chuveiro, e depois pendurar no porta toalha(para horror do sexo masculino).
Comer uma caixa inteira de bombons porque brigou com o gato, passar mal, e se sentir destruida porque saiu da dieta.
Escutar que... 'mulher ao volante é um perigo constante.'
Depilar as pernas cada 15 dias, com cera!
Como se sente rasgando as meias na entrada de uma festa.
Sentir-se pronta para conquistar o mundo, quando está usando um batom novo.
Sentir-se realmente infeliz, porque não tem uma roupa linda para sair (embora tenha o armário repleto!).
Chorar no banho, olhando-se no espelho para ver qual é o melhor ângulo.
Descobrir que sua relação e o mundo se acabou...
e depois descobrir que não era nada mais que a tensão pré-menstrual.
Colocar uma faixa apertada para disfarçar a barriga. (EU FAÇO ISSO)
Dançar, cantar e caminhar no sétimo céu... só porque 'ele' ligou ou escreveu: (ESTOU CERTO QUE TE AMO).
Brigar, só para depois fazer as pazes.
Dizer não, para que ele insista bastante, e depois dizer... sim!
Ficar esperando o marido na cama, quando ele está jogando video game no computador...
O milagroso poder curativo de... um beijo..., um gesto..., e uma palavra doce.
Ser santa, filósofa, mestra, médica, psicóloga, redentora, administradora, cozinheira, organizadora, juíza... e etc...!, antes de começar a pensar nela mesma.
Chorar, extasiada de felicidade, e... rir, tomada de fúria...
Enfim, só uma mulher sabe o que é... ser MULHER!!!

PS: O MELHOR DO TEXTO HEHEHEHEHE!

Encontre um homem que te chame de linda em vez de gostosa. Que te deseje de corpo, mas também de coração. Que te ligue de volta quando você desligar na cara dele. Que deite embaixo das estrelas e escute as batidas do seu coração. Que permaneça acordado só para observar você dormindo. Espere um homem que te beije na testa.Que queira te mostrar para todo mundo mesmo quando você está suada. Que te acompanhe para ver um filme romantico mesmo que o preferido dele seja terror. Que segure sua mão na frente dos amigos dele. Encontre um homem que te ache a mulher mais bonita do mundo mesmo quando você está sem nenhuma maquiagem. Que insista em te segurar pela cintura. Que te abrace de surpresa na frente de todos. Que te lembra constantemente o quanto ele se preocupa com você e o quanto ele é sortudo por estar ao seu lado. Espere um homem que com certeza está esperando por você. Que responda as suas atitudes em relação a ele. Que vire para os amigos e diga : É ELA

PS 2: NÃO É PLAYSTATION 2....
Esse homem ai de cima não existe tá... só nos sonhos de quem escreveu o texto que não foi eu.

Beijos

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Fim de semana!

Meu final de semana foi bem legal. Fomos pro região dos lagos como eu falei no post anterior, e deu pra curtir um pouco.
A Maria Ísis já tinha ido, porém com 2 meses, ai nem deu pra contar né. Agora, andando, falando, correndo imagina a zona que ela fez com o primo.
Aqui vão umas fotos do final de semana com direito à praia, chuva, frio, festa julina e UM FRIO COLOSSAL que eu ODEIO!

Ah , ODEIO o Belo tb rsrs.

Beijos.
VE

Feliz dia do amigo.

Oi pessoal que saudades!
Já andei fuçando alguma coisinha e fui comentando de leve.

Passei o fim de semana sumida porque fui viajar pro "litoral" como dizem os amiguinhos paulistanos, com a família e cheguei hoje de tarde, cansada, morrendo de frio e de fome. Fora que teive ainda que fazer várias coisas em casa. Agora com mais tranquilidade eu passo pra dizer que não morri rsrs.

Com calma eu coloco umas fotos da viagem aqui depois ok!

Hoje é dia do amigo. Quero parabenizar a todos aqueles queridos que fazem parte da minha história de vida. É muito bom tê-los.
Outros parabéns pra Dona Lu (uma das Coisas e Coisinhas) que está chegando de levinho nos "inta" hehehe.

Parabéns pra todo mundo e um dia de sol por favor!

Beijos

terça-feira, 14 de julho de 2009

E no Rio de Janeiro toca...

Povo, só pra descontrair...
Todo mundo sabe que eu adoro funk né. Hoje anda meio pejorativo, letras ruins e tal, mas mesmo assim o ritmo me contagia.
Eis que estava ouvindo pelo vizinho alguns funks do momento e uma frase me chamou muito a atenção...


"Os safadões de hoje serão os cornos de amanhã..."


E ai amigas é ou não é uma verdade verdadeiríssima hehehehehe!

Beijos

sábado, 11 de julho de 2009

Da série, Arnaldo Jabour

O mundo sem mulheres. Arnaldo Jabour

O cara faz um esforço desgraçado para ficar rico pra quê?

O sujeito quer ficar famoso pra quê?
O indivíduo malha, faz exercícios pra quê?
A verdade é que é a mulher o objetivo do homem.
Tudo que eu quis dizer é que o homem vive em função da mulher.
Vivem e pensam em mulher o dia inteiro, a vida inteira.
Se a mulher não existisse, o mundo não teria ido pra frente.
Homem algum iria fazer alguma coisa na vida para impressionar outro homem, para conquistar sujeito igual a ele, de bigode e tudo.
Um mundo só de homens seria o grande erro da criação.

Já dizia a velha frase que 'atrás de todo homem bem-sucedido existe uma grande mulher'.
O dito está envelhecido. Hoje eu diria que 'na frente de todo homem bem-sucedido existe uma grande mulher'.

É você, mulher, quem impulsiona o mundo.
É você quem tem o poder, e não o homem.
É você quem decide a compra do apartamento, a cor do carro, o filme a ser visto, o local das férias.
Bendita a hora em que você saiu da cozinha e, bem-sucedida, ficou na frente de todos os homens.
E, se você que está lendo isto aqui for um homem, tente imaginar a sua vida sem nenhuma mulher.

Aí na sua casa, onde você trabalha, na rua. Só homens.
Já pensou?
Um casamento sem noiva?
Um mundo sem sogras?
Enfim, um mundo sem metas.

ALGUNS MOTIVOS PELOS QUAIS OS HOMENS GOSTAM TANTO DE MULHERES:

1- O cheirinho delas é sempre gostoso, mesmo que seja só xampu.
2- O jeitinho que elas têm de sempre encontrar o lugarzinho certo em nosso ombro, nosso peito.
3- A facilidade com a qual cabem em nossos braços.
4- O jeito que tem de nos beijar e, de repente, fazer o mundo ficar perfeito.
5- Como são encantadoras quando comem.
6- Elas levam horas para se vestir, mas no final vale a pena.
7- Porque estão sempre quentinhas, mesmo que esteja fazendo trinta graus abaixo de zero lá fora.
8- Como sempre ficam bonitas, mesmo de jeans com camiseta e rabo-de-cavalo.
9- Aquele jeitinho sutil de pedir um elogio.
10- O modo que tem de sempre encontrar a nossa mão.
11- O brilho nos olhos quando sorriem.
12- O jeito que tem de dizer 'Não vamos brigar mais, não..'
13- A ternura com que nos beijam quando lhes fazemos uma delicadeza.
14- O modo de nos beijarem quando dizemos 'eu te amo'.
15- Pensando bem, só o modo de nos beijarem já basta.
16- O modo que têm de se atirar em nossos braços quando choram.
17- O fato de nos darem um tapa achando que vai doer.
18- O jeitinho de dizerem 'estou com saudades'.
19- As saudades que sentimos delas.
20- A maneira que suas lágrimas tem de nos fazer querer mudar o mundo para que mais nada lhes cause dor.

Bem pessoal, eu curto sim os textos do Jabour, e como estou num momento pós TPM, ainda na sensibilidade à flor da pele, nem preciso dizer que chorei lendo esse texto, até porque, lembrei de tantos momentos lindos da minha vida...
Ah eu achei ontem uma carta do Marido pra mim quando a gente tinha uns nove meses de namoro... Diferente, engraçado, emocionante e um pouco constrangedor rs.
Foi bom, meu deu uma força pra seguir a diante.

Beijos beijos.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

A primeira vez...

Era 2000, tipo setembro se não me falha a memória. Fui à uma extinta danceteria do subúrbio carioca com um par de amigas louca que nem eu. No meio de muita diversão, eis que chega em mim um menino pedindo pra acender o cigarro... ele não fumava rsrs! Achei graça e fiz o favor, e ai ele disse que um amigo queria me conhecer e aquele papo brabo todo. Fui conehcer o amigo que não me agradou e fui sincera...
Depois de uns 20 minutos ele voltou e disse que ele tinha ficado interessado em mim de verdade, mas não quis cortar a onda do amigo (homens são corporativistas demais). Ai conversamos, ele tinha um papo legal e acabamos ficando, na boate e depois do lado de fora pra um chopp mais barato. No fim da noite, ele me deu o telefone e pediu pra eu ligar.
Passou o fim de semana todo e como eu tinha dito onde trabalhava, não foi dificil dele descobrir o telefone, como só tinha eu com meu nome na empresa, batata, na segunda ele me achou.
Ficamos saindo um tempo, nos encontrávamos perto do trabalho, chopps, risos, e tal. Na época, aos quase 20 anos eu ainda era virgem hehehehehe. Podem rir, mas eu tinha algumas convicções que hj cairam por terra graças a Deus rsrs.
Enfim, escolhi o Marcus* para me inaugurar rsrs.
Um belo dia ele me chamou pra sair e ai ele fez a proposta e eu aceitei de cara. Ele ficou espantado! Fomos pra um motel legalzinho e lá no meio do lesco lesco, o homem já pelado e armado eu mandei a pérola: Olha, pega leve, sou virgem... tan tan tan tan...
Achei que ele fosse ter um treco e me mandar ir embora, mas foi diferente, perguntou se eu estava certa do que queria, que o que tava rolando entre a gente era algo legal mas não era compromisso e tal. EU disse que sim e falei pra continuarmos.
E ficamos assim, desde setembro, levei 2 meses pra dar, até quase fevereiro de 2001, quando eu já gostava bastante dele e eu descobri da pior maneira possivel que ele era casado. Porra, fiquei com ódio do mundo e dele também.
Não vou me estender muito porque a idéia do post é dizer que independente de qual seja a sua relação, dar é bom sim, e se vc escolher um cara que sabe que a relação não tem futuro, esteja certa disso e aproveite o momento.

PS: Ele era MEGA bom.
Aprendi muita coisa e ainda pude colocar em prática com o outro peguete que veio logo em seguida, porque quando eu descobri o casamento, tratei logo de arrumar coisa melhorpra fazer. Sofri uma semana e depois, corri pro abraço, que dizer, pros braços de outro alguém... mas isso eu já falei num outro post sobre o irmão do famoso hehehehe!

Levinho o post né galera?
Sò queria contar mais um pouquinho de mim, que perdi a virgindade aos 20 anos e sem traumas. Foi muito melhor desse jeito, apreendi MUITO melhor as coisinhas...
E quem saiu ganhando com tudo isso?

1
2
3
?

Marido hehehehehe!

beijos povo

Luciana

Ontem estava relendo as minhas anotações passadas e presentes e descobri que estou cercada de "LUCIANAS". Gente, como tem mulher com esse nome na minha vida. Ai, resolvi contablizar as belezuras por aqui...

1 - Enfermeira Lulli- minha prima querida, 10 anos mais velha que eu, a primeira Luciana que eu conheci na vida - ela que me acompanhou no meu parto e o Lulli é de autoria de Maria Ísis.
2 - Lu "Peluda" - minha amiga que eu fiz no ônibus hehehehe. São 15 anos de amizade. Peluda porque ela tem uma cabeleira enorme, vasta e cheia rsrs. Cabelos e não p...!
3 - Lu maluquete - me acompanhou no 2º grau. Cara de santa mas uma doida.
4 - Luzinha - Assistente social que nem que eu rsrs, amiga de todas as horas.
5 - Luluzinha - ECA!!!!
6 - Luciana - Vizinha (ok, prefiro não comentar rsrs, até gosto dela)
7 - Lulu - namorada do meu primo
8 - LUM (é assim que a irmã dela chama). Menina blogueira do Coisas e Coisinhas.
9 - Lu Antunes - Coleguinha de pré vestibular...
10 - LUCIANO, é povo, tem um homem na lista! Foi o meu primeiro e grande amor. Sofri pra cacete por causa dele, mas passou né, afinal eu tinha só 12 anos hehehehe.

Beijos carinhosos ás Lu's que me cercam e felicidades a todas elas.

PS: o concurso do blog ainda não bombou, então reservei um texto bem legal para amanhã, que de repente posto até hoje mesmo... Vou falar de sexo! Ui! Mas fiquem tranquilos, é bem light, como o pão com mortadela e catchup com guaraná que eu acabei de comer kkkkkkk!

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Layout novo (de novo).

Oi galerinha.
Vocês vão entrar e ver um blog bem mais bonitinho e com a minha cara MESMO.
Graças a ajuda da Sah, eu consegui.
Eu já tinha conseguido fazer boa parte, mas um problema técnico me impediu...
Agora é "A VERA"...


Tá lindo né?
E não esqueçam do concurso...
Beijos imensos.

terça-feira, 7 de julho de 2009

Concurso Insustentável.

Oi pessoal!
Fiquei pensando como poderia dar um "up" no blog, então me veio a idéia de fazer um concurso.
Pensei em coisas inúmeras e ai me lembrei que eu só escrevo do jeito que vocês vêem porque eu vivo as histórias que estão aqui. As vezes nem são comigo, mas sempre estou envolvida.
Como um tempo atrás foi me dado o título de "Mãe Diná" rsrs, bora fazer por onde né!

A partir do próximo sábado, dia 11/07, vou começar uma coluna em que os leitores vão mandar. Isso, vocês mandam e eu escrevo.
Vocês escolhem. Podem escolher sobre tema, sobre algo que queiram saber da minha vida, podem pedir opiniões sobre alguma situação inusitada na vida de vocês, enfim, qualquer coisa.
Então, eu escreverei farei mini (é ruim hein) textos dos três temas que me chamarem mais atenção, depois coloco em votação aqui no blog e o tema vencedor vai ganhar um selinho (esse eu vou ter que me danar pra fazer kkkkk).

Então meus amores, mandem sugestões até a sexta feira, dia 09/10, pode ser por email veronica_guimaraes@hotmail.com ou aqui mesmo nos comentários do blog.

Bora ver no que vai dar... Principalmente na construção do selinho, ai já tô ficando até nervosa com isso.

Beijos

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Blog de Ouro

Oi gente.

Meu blog agora é de ouro.

Graças ao Coisas e Coisinhas (Dona Sah), esse blog tá todo metido, ganhando mais que criança em dia de São Cosme e Damião.

Tem as regrinhas pra repassar o selo e tal... Mas dessa vez vou fazer diferente...
Então, a noite aguardem uma novidade. Vou abri um concurso hehehehe.

Beijos pessoas.
E volto mais tarde.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Momento de Fé.

Oi pessoal, tudo bem?
Fiquei alguns dias sem escrever pois estava meio assim assim. Tenho inúmeros motivos, mas como isso aqui não é um muro de lamentações, não vem ao caso, mas tá sendo muito difícil, estou fazendo um esforço sobrehumano (é assim que escreve agora depois da nova regra?) pra continuar, mas sou brasileira e não desisto fácil.

Então, voltei não num grande estilo, mas no meu momento, um momento de fé. Eu sempre tive um problema com religião. Acredito em Deus mas nunca consegui me apegar a nenhuma doutrina que me traduzisse pra Deus. Fui batizada, casei na Igreja Católica, mas sempre achei a questão deles arcaica e me questionava sempre, por isso não fiz primeira comunhão.

Mas voltando ao ponto real, minha vida tá uma loucura, cheia de probelmas e eu ontem resolvi conversar com Deus meio que de "homem pra homem" e ai no meio da conversa, uma prima minha me ligou e me convidou pra uma missa de cura e libertação... Missa de cura e libertação? Parece tema de Igreja Evangélica, ok, mas eu aceitei o convite e disse pra Deus que a gente continuava o papo na igreja.

Cheguei na missa e não foi nada daquilo que eu não gostava na época que eu era católica praticante. Encontrei um Frei hiper moderno, com o dom da palavra e sem ser demagogo. Ele conduziu a celebração com muita tranquilidade e serenidade. A missa foi toda cantada e desde a primeira música (detalhe eu sabia quase todas, não sei como eu lembrei), eu já começei a chorar.
Chorar muito da camiseta ficar molhada com as minhas lágrimas. A sensação que eu tinha era que de eu estava sendo literalmente "lavada" pelas minhas lágrimas.

A intenção da missa é que você leve aquilo que precisa de cura, libertação, então eu levei carteira de trabalho, uma foto do meu casamento e da Maria (pra abençoar). E na hora de pedir perdão, essa hora realmente eu achei que tinha uma cachoeira nos meus olhos porque ao ouvir essa música, eu chorei em 5 minutos mais que uma vida toda rsrs.



A idéia leitores, não é querer converter ninguém, longe de mim, sou totalmente pecadora, mas eu queria dividir com vocês esse meu momento de fé e de purificação.
Tem muitos amigos e leitores que talvez não acreditem em Deus, e eu os respieito por isso, mas eu acredito e fiquei feliz por ter minha fé de volta.

Obrigada por lerem.
Um beijo grandioso e volto mais tarde com as "besteirinhas" de sempre.