domingo, 29 de novembro de 2009

Resumo da Semana

E a semana vai acabando (ou começando, eu nunca soube se o primeiro dia de uma semana é domingo ou segunda) e eu com a sensação de impotência e tamanha incapacidade.
Eu falei em algum post sobre a sensação de insegurança. Porque isso? Quem acompanha o blog sabe que já faz um tempo enorme que eu venho tentando o mestrado, esse é o terceiro ano e eu nunca tinha chegado tão longe. Pois é, passei pelas provas duras e consegui chegar na entrevista e na sexta feira o resultado final saiu (eu já imaginava que não passaria porque eu disse que a entrevista foi ruim). Mesmo sabendo ou sentindo, deu uma baita sensação de frustração sabe.
Eu sou alguém que desejo poucas coisas e estar no mestrado antes dos 30 era uma que eu desejava loucamente. Mas... não deu.
Ok, todo mundo diz que eu tenho capacidade, que não é pra desistir e um monte de coisas, mais puxa vida, cansa sabia! Recebi a notícia através de uma amiga por sms (aff) e então fui conferir. Fiquei triste, mas como eu tinha coisas a fazer resolvi que não ia pensar. Passei o resto da noite em família (meu primo mais novo vai ser pai e a gente estava comemorando), depois ainda rolou um jogo de Banco Imobiliário em casa que terminou às 3 da matina. Só depois, nos braços do meu amor que eu desabei. Chorei muito, feito criança, uma sensação de tristeza misturada com outros sentimentos que eu não sei descrever.
Mais eu ainda assim agradeço a Deus. Sabe porque? Porque ao meu lado eu tenho o amor. Aquele que me acolheu, que secou as minhas lágrimas, que me deu força, que me consolou e ainda me fez dormir nos seus braços. São esses pequenos gestos que fazem a vida valer a pena.
Agora chega disso, vamos às coisas boas.

Na quinta feira passou na Globo um especial chamado "Por toda minha vida". Essa semana falou do Claudinho, da dupla Claudinho e Bochecha.
gente, eu assisti e relembrei os meus 15, 16, 17 anos. Uma época muito boa da minha vida. Lembrei de amigos daquele tempo, de gente que sumiu, que morreu, que ainda permanece junto comigo. Chorei de saudades, de felicidade por ter tido a oportunidade de ter uma adolescência tranquila, sem aborrecimentos, vivendo os dias com responsabilidade e muita paixão.
Foi uma viagem no tempo! ADOREI.

Pra fechar, eu deixo pra vocês uma musiquinha que eu dançava muito nos bailes funks do RJ e que eu cantava a plenos pulmões.

Beijos grandes e prometo postar mais e visitar mais quando o bode passar.


quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Faltam exatos 30 dias pro Natal.

Eu sempre comemorei o Natal em família, tradicionalmente com pais, tios, primos, avós e mais agregados. Aos poucos a grande famílai foi mudando de configuração, mais mesmo assim a mesa farta, o amigo-oculto (ou secreto) sempre rolou, enfim, festança no clã Guimarães.
Hoje, ao escrever a data num documento lá no trabalho, parei e pensei: Caraca, o ano tá acabando mesmo...
E nessa do ano acabar voltei a pensar no Natal e como essa celebração/efeito midiático/chamariz de dinheiro passou a ter outra conotação pra mim.

1 - As pessoas não ligam pro verdadeiro espírito natalino que na verdade deveria ser incorporado em todos os dias do ano.
2 - Cada vez mais a data está se comercializando, fazendo com que o consumo se torne desenfreado e exarcebado, levando a galera a ficar mais endividado em janeiro e fevereiro do ano subsequente.
3 - É quase enlouquecedora quantidade de luzinhas de Natal enfeitando ou enfeiando as casas e gastando mais energia - Aqui na minha rua tem até concurso da casa mais enfeitada...
4 - A quantidade de gente suada, melada, nas ruas procurando as melhores promoções.
5 - Filas IMENSAS no supermercado pra comprar o bacalhau, o pão de rabanada e outras iguarias que só vendem no Natal e claro que o preço SOBE horrores.
6 - As empresas que colocam caixinhas de Natal em cima dos balcões e similares.
7 - Os especiais de Natal da Globo.
8 - O peso que você adquire depois da festança, porque lógico tu vai comer pra caramba.
9 - Aquela hipocrisia de "fazer as pazes" com alguém "Só porque é Natal!"
10 - O Jingle Bell que toca loucamente em todas as lojas de quinquilharias...

Ok, podem me achar ranzinza, chata, sem espirito natalino e coisa e tal, mais eu fui criada dentro de uma familia tradiconalmente católica, que só ceia a meia noite, que assiste junto a missa do Galo na Tv, que faz durante o ano todo coleta de roupas, calçados e material escolar e de higiene pessoal e doa pra diversas instituições de caridade, enfim, que realmente prega o espírito do Natal. E hoje, com esse comércio todo, fico desanimada.
Como isso aqui é minha vaálvula de escape, lá vão vocês ler (ou não) meus devaneios insanos...

É isso pessoal!
PS: Os Correios tem uma iniciativa legal que rola no Natal de cada pessoa responder a uma das mihares de cartinhas que chegam pro Papai Noel. Para fazer uma criança feliz com aquilo que vc pode e cabe no seu bolso, basta procurar uma unidade mais próxima da sua casa e pedir pra ler as cartinhas dos pequenos. Os pedidos são simples, tem desde chocolates até lençóis, toalhas, chinelos e coisas parecidas.
Eu e marido vamos responder 3 cartinhas, uma pra cada um e a outra pra Maria Ísis. Não temos muito, mais vamos dividir um pouquinho com quem nada tem.

Fica a dica!

Beijo grande.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Porque simplificar se podemos complicar?

Eu tenho um defeito/qualidade muito estranho: a observação constante. É inerente à minha vontade prestar atenção em tudo que está na minha volta. Ok, pode parecer fofoca, mais não é porque na maioria das vezes eu não passo nada adiante, apenas absorvo e pronto (fico revoltadinha hehehehe).
Hoje em especial eu andei bastante na rua e como sempre, acabei trazendo umas historinhas para compartilhar com vocês. Vamos aos "causos".


1 - Por que dizer: "Eu não vou ter esse sabor" ao invés de dizer: Esse sabor não tem?
Atendente da loja de empadas para um cliente quando indagado sobre ter ou não a empada desejada.


2 - Por que os adolescentes (pelo menos os do RJ) sempre falam rindo?
A menina me perguntando as horas: "Moça, você pode me informar as horas por favor (RISOS)


3 - Por que toda algumas mulheres que tem uma barriga imensa ADORAM colocar a pança de fora?
Mulher no ônibus com uma barriga grande e cheia de estrias igual a minha, só que ela estava de top e eu de blusa comprida...Ai bom senso!


4 - Por que puxar a cordinha que dá sinal de parada no ônibus por trás do ferro que se segura?
O mais fácil seria ir pela frente, assim a possibilidade de tomar um encontrão quando o piloto parar o busão é bem menor.


Bem galera, acho que é isso. Eu e minhas colocações hehehehe. Sou mega falha tb e com certeza muita gente me observa, mais eu tenho consciência de que "prudência, dinheiro no bolso e canja de galinha não fazem mal a ninguém..."


Beijos

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Sexta feira 13

Eu tava agorinha mesmo dando uma sacada nos blogs e vi um post no blog do Mal, o Ditos pelo Maldito, e ele fala da crendice popular mundial nas sextas-feiras 13.
Bem, eu particularmente nunca nem me dei conta disso, mais hj em especial eu pensei porque tive que assinar um documento e tinha que colocar local e data composta do dia da semana. Putz ai eu pensei: Caraca, sexta 13...
Pra quem acompanha a minha vida e o blog sabe que eu venho torcendo por um acontecimento faz algumas semanas e hoje eu fui passar pela última etapa que era composta de uma entrevista coletiva, eu e mais 4 pessoas me sabatinando e fazendo inúmeras considerações a cerca de outra série de coisas.
Saí de lá com uma sensação ruim sabe. De que não ia conseguir, mas o resultado só sai daqui há três semanas e não adianta ficar sofrendo por antecipação, pois como já dizia vovó, quem morrer de véspera é peru de Reveillon.
Mas mesmo assim, me senti estranha. Minha capacidade intelectual foi posta à prova (o que é ótimo na verdade), porém não senti segurança em mim mesma, achei que minhas respostas foram pouco objetivas e principalmente que essa coesão que vocês vêem aqui no blog quando eu escrevo, na verdade é pura invencionisse - quem escreve aqui é meu alterego!
A Vê de verdade é insegura, sonhadora, vê cabelo em ovo e principalmente é ansiosa.com.br!
A minha sorte (ou azar) é que eu tive contato com outros conhecidos que estão participando do mesmo processo seletivo e todo mundo tá sentindo a mesma coisa, mais só que uma frase me deixou completamente pra baixo (e eu quero tentar não chorar, mais tá foda).
"Acho que seus escritos não estão prontos para serem desenvolvidos." Em outras palavras: Isso tá um merda!
Aff, minha vontade foi me jogar do 7º andar, mais relaxei, agradeci pelas considerações e no fim ainda tive que ouvi um singelo: "Boa Sorte", que mais tinha cara de: "Tenta de novo no ano que vem".
Bem, tô mal, puta, imaginando mil coisas. Tudo que eu queria era chorar no colo de alguém, mais as pessoas que eu tenho pra fazer isso estão aqui, do meu lado, dormindo feito anjinhos, e poxa nem vale a pena ficar contando probleminhas...
Ai sobrou pra quem? Quem adivinhar ganha uma latinha de Antarctica (pode ser cerva ou guaraná)... Isso mesmo meus querido, sobrou pra vocês ler as minhas lamúrias.
Mais blog é pra isso né, a gente escreve o que pode...

Beijos em todos e eu prometo ser mais assídua, acho que agora dá. Passado o nervosismo, vou visitar o pessoal e comentar é claro.

PS: Registro aqui um PARABÉNS imenso pra Taty do Criando forças a cada dia. Ela realizou um grande sonho e quem quiser saber passa lá no bloguinho dela que ela conta.
Amiga felicidades!!! Vc merece!

É isso povo.
"Ê vô bebê pá isquessê mô pobrema..."

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Meu aniversário!

Olá pessoal!
Quero primeiramente agradecer aos parabéns e manifestações de carinho escritas aqui no blog, no Orkut, msn, twitter, telefonemas, sms no celular, enfim, com toda essa tecnologia deu pra me sentir bem amada e querida.

Pra quem não sabe ou esqueceu, ontem eu completei 29 anos - 11/11/2009, mais uma etapa da minha vida, mais um ano...

Não ganhei nenhum presente material (de verdade), mais ouvi no meio do apagão a minha filha cantar parabéns mamãe; receber mensagens no celular ás 08 e 40 da matina de uma amiga que não vejo há 2 anos e meio; receber 136 recados no Orkut; uns 15 telefonemas, 25 emails, o abraço mais maravilhoso do mundo - da minha mãe, recadinhos aqui no blog, isso tudo não teve preço.

Senti falta de algumas pessoas, mais como foi quarta feira né, a gente sabe que a galera trabalha e coisa e tal, e nem sempre dá tempo de lembrar de tudo...

Um obrigado de coração a todos aqueles que fazem parte da minha vida, às novas amizades conquistadas, às amizades virtuais que pode parecer besteira pra uns, mais prezo tanto quanto aquelas do meu dia a dia porque a gente não se vê, por isso fica dificil expressar sentimentos em linhas de msn e etc, e 1 super beijo pro meu marido que me abanou a madrugada inteira por causa do apagão...

Beijos e rumo aos 3.0!

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

29.

..."E aos 29 com o retorno de Saturno, decidi, começar a viver..."

É isso, hoje, mais um ano de vida, 29 anos nesse mundão sinistro. Acho que minha estada nele tem sido permeada de muitas emoções. Vivi experiências intensas, inigualáveis e principalmente fui de um extremo ao outro, da maior trsiteza a imensa felicidade.
E agora, quase entrando no time das balzacas, penso assim: Pouca coisa mudou na minha vida (ok, casei e sou mãe), mais na essência realmente pouca coisa mudou. Continuo com a mesma maturidade de sempre, a mesma indecisão de toda uma vida e principalmente a mesma vontade de ser MUITO feliz.

Nesse dia de hoje, que completo 29 anos, quero desejar a mim somente felicidade e serenidade pra conseguir enfrentar as adversidades da vida, passando por ela com muita elegância, num terninho bem chique e com sandálias LINDAS (de liquidação of course)...

Quero poder viver mais 29 anos do mesmo jeito, com o mesmo sentido de responsabilidade, justiça e a brejeirice da cor negra, o gingado carioca e a maluquice que é caracterísitica ímpar dessa pessoa que vos escreve.


Eu tô aqui mesmo pra vc me conhecer mais e mais.
Gostou? Vem pro Rio de Janeiro vc também kkkkkkkkk!

Feliz Aniversário pra mim! Mais tarde é dia de festa e no final de semana, chopp com amigos.

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Fantástico!

Recebi isso por email agora mesmo e achei tão fabuloso que resolvi compartilhar com os amigos da blogsfera.
PS: Estou meio sumida pq tomei um tombo feio na terça feira e meu braço luxou, então pra digiar tá bem chato...
Beijos e saudades de muita gente...


Hospital psiquiátrico - O teste da banheira

Durante uma visita a um hospital psiquiátrico um dos visitantes perguntou ao diretor:
- Qual é o critério pelo qual vocês decidem quem precisa ser hospitalizado aqui?"
Respondeu o diretor:
- Nós enchemos uma banheira com água e oferecemos ao doente uma colher, um copo e um balde e pedimos que a esvazie. De acordo com a forma que ele decida realizar a missão, nós decidimos se o hospitalizamos ou não.
- Entendi - disse o visitante - Uma pessoa normal usaria o balde, que é maior que o copo e a colher.
- Não - respondeu o diretor - Uma pessoa normal tiraria a "tampa do ralo da banheira". O plano do senhor lhe dá direito a quarto particular ou enfermaria?

Conclusão: "Não conclua e nem tome decisões precipitadamente, pois ainda que as informações pareçam óbvias, os seus resultados podem ser desastrosos e contra você mesmo".


Quando você toma uma decisão, Deus toma uma atitude.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Feriadão

Oi pessoal.
Saudades de vocês todos.
Aff, estou a exatos 8 dias do meu aniversário de 2.9 - tá dando um pânico, último níver na casa dos vinte, mais que jeito né, bora pro sacrifício.
Meu feriado prolongadão começou na sexta quando foi a primeira apresentação da Maria Ísis na escola. Ok, eu fiquei mega frustrada porque a safadinha ensaiou loucamente, dançava a todo instante em casa e na hora da festa adivinhem o que ela fez??? Não dançou of course! E a mãe, com cara de bunda ficou lá, de joelhos tentando fotografar a tentativa da mocinha e NADA. Game Over!
Sábadão, em casa, fazendo coisas domésticas e depois um passeio na praça a noite com família, além de uma programação para o domingão que mais ou menos furou.
Domingão: Chuva o dia todo (gente o RJ não é mais o mesmo), mais a noite um churrasquinho amigo em comemoração ao niver de um parceirão do marido. Gente, eu esqueci que eu sou resistente à bebida. Fazia tempo que não fazia essas graças! Ô povo pra beber esses meus amigos. As vezes eu fico triste, porque sempre tem alguém querendo me (nos) levar pro mal caminho. Ainda por cima escutei a pérola de um amigo que tava na festa: "Se eu morrer eu quero ir pro inferno, porque se eu for pro céu e não tiver bar, eu vou ficar muito puto..."
Segunda, dia de finados, um sol louco e o povo todo indo visitar o cemitério. Na boa, nada contra a quem curta isso, mais eu penso assim, morreu acabou gente. Não vão encontrar nada lá, talvez uma lápide, uma foto velha, mais nada realmente substancial.
Eu e família então resolvemos fazer um programa bem de índio, visitar a Quinta da Boa Vista, lugarzinho charmosinho (e cheio de putas e mendigos, mega mal localizado) onde D. Pedro habitou lá em tempos aureos. Dentro da Quinta fica o Zôo do RJ.
Agora vem a parte vergonhosa: Eu vou fazer 29 anos e NUNCA tinha visitado o zoológico! PASMEM! É que a minha mãe sempre teve truam, porque durante a infância dela, minha vozinha sempre levava TODOS OS DOMINGOS SEM EXCESSÃO os filhotes ao Zoo. Imagina como foi traumático pra minha mãe né. Então ela nunca me levou e eu nunca tive vontade de ir, só que quando a gente vira mãe, tudo muda. E esse final de semana, marido tava disposto, feliz e tal (Vasco tá voltando pra 1ª divisão), lá fomos nós.
POVO, eu curti o passeio mais que a Maria Ísis. Vocês não têm noção das minhas caras de abestada como so bichos. Nossa, eu tirei um monte de fotos, fiz pose, gestos absurdos, gritinhos, e coisas MUITO loucas que não são dignas de uma jovem senhora casada de bem kkkkkkkk!
Enfim, foi um dia muito legal, cheio de diversão e principalmente na companhia das pessoas mais importantes da minha vida: marido e Maria.
Pra registrar que eu curti muito, deixo aqui algumas "pictures" do passeio.

Maria Ísis admirada com so "cacalinhos", leiam-se cavalinhos!

O animal mais lindo na minha opinião! Fiquei encantada.

Pitón Albina.

PS: Vamos dar um nome pra essa cobrinha linda vamos? Estão abertas as inscrições. EU tenho VÁRIAS sugestões, mais posso perder algumas coisas se eu postar aqui kkkkkk, então deixo com vocês.

Beijos galera e espero que tenha tido o merecido descanso.

PS 2: Quero registrar publicamente o meu abraço cheio de amor e carinho para a Elizabeth Carolina (ai ela vai me matar por ter revelado o nome dela todinho aqui no blog rsrs) do Quase 3.0, pelos 29 anos nesse dia 2 de novembro de 2009.
Querida, sua amizade foi um prêmio em 2009, e rumo aos 30, toda boa com festa no eixo RJ/SP, bombando geral. Beijocas