quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Sexo. As várias formas de fazê-lo.

Cheguei com minhas explanações. Hoje eu estava na fila do posto de saúde para a vacinação contra a rubéola (Galera é importante, vacinem-se) e vi uma menina com todas as características físicas de uma lésbica.
Bem, vocês podem pensar como eu conclui tal fato, então vamos ao que eu sei (ou penso que sei). Cabelos curtos, camisa larga, um "negócio" que amassa os seios (nossa deve doer pra cacete) e um bermudão do tipo que Fábio usa pra dormir.
Ela devia ter uns 18 anos mais ou menos e ao seu lado tinha outra menina toda paty. Brincos, anel, colar, boca vermelha de "me chupa" kkkk, ou seja, produzida ao extremo. Logo, conclui que aquela era a sua namorada.
Nada contra (nada mesmo) os gays masculinos ou femininos, mas de uns tempo spra cá, tenho observado (sou frequentadora de boates GLS porque eu AMO eletrônica e lá tocam sempre as melhores) que essa questão de opção sexual está ficando meio pão com ovo.
Os jovens de hoje estão "ficando" com sexo igual acho que por modinha. São meninos e meninas que bebem um pouquinho a mais, fumam um beckzinho de leve e de repente, se vêem na louca piração de transar com pessoas do mesmo sexo.
Cara, eu sinceramente acho que esse lance de escolha de sexo perpassa as modas, é mais estilo de vida e ultimamente tem servido mais como forma de protesto.
Tenho visto que as pessoas estão seguindo tendências para aparentarem modernidade, o que na verdade não tem absolutamente nada a ver com isso.
Eu tenho amigos e amigas gays e sei que bancar opções desse tipo muitas vezes acabam acarretando um puta preconceito. Fora que esse preconceito gera uma infinidade de aspetos negativos.
Os gays tendem a viver suas vidas sempre naquela de ter que "matar um leão por dia", porque é a família que não aceita, são os "amigos" que se afastam, e até o mercado de trabalho acaba fazendo destinção, como se competência está medido pelo sexo do seu parceiro de cama.
Enfim, o que eu queria dizer com isso tudo é que, ser jovem é bom demais. Beijar na boca é melhor ainda. Sexo então, Pai Celeste, nem se fala, mas porque não aliar tudo isso a uma coisa chamada responsabilidade e respeito?

Parabéns aos homens que fazem sexo com homens (por opção real);
Parabéns às mulheres que fazem sexo com mulheres (por opção real);
Esses sim, são corajosos e curtem tanto seu (a) parceira como nós heteossexuais curtem e as vezes, dão até mais valor ao amor.

Kisses for you!

2 comentários:

Leo disse...

AAaaaahhhh !!!!!!!!!

Vc leu meu blog e eu nem sabia!!! :(

Que bom que eu soube agora, assim conheço mais um novo pensamento sobre o mundo em que vivemos que é a Insustentável leveza de ser mulher!

E vc está certa! Cada um faz o que quer com a vida! não é verdade?Mas pra esse assunto eu ainda prefiro o tradicional...hahaha!

bjos!

Thiago Araújo disse...

Pow Verônica...
Creio que encontrei alguém que sabe bem do que tow falandO.

Vlw as palavras de apoio e claro...
Sempre é frente é onde temos de ver neh?

Obg e valeu as palavras!
BjãOOO
P.P: Vou te LINKAR q eu tinha eskecido .
hehehe²