domingo, 29 de novembro de 2009

Resumo da Semana

E a semana vai acabando (ou começando, eu nunca soube se o primeiro dia de uma semana é domingo ou segunda) e eu com a sensação de impotência e tamanha incapacidade.
Eu falei em algum post sobre a sensação de insegurança. Porque isso? Quem acompanha o blog sabe que já faz um tempo enorme que eu venho tentando o mestrado, esse é o terceiro ano e eu nunca tinha chegado tão longe. Pois é, passei pelas provas duras e consegui chegar na entrevista e na sexta feira o resultado final saiu (eu já imaginava que não passaria porque eu disse que a entrevista foi ruim). Mesmo sabendo ou sentindo, deu uma baita sensação de frustração sabe.
Eu sou alguém que desejo poucas coisas e estar no mestrado antes dos 30 era uma que eu desejava loucamente. Mas... não deu.
Ok, todo mundo diz que eu tenho capacidade, que não é pra desistir e um monte de coisas, mais puxa vida, cansa sabia! Recebi a notícia através de uma amiga por sms (aff) e então fui conferir. Fiquei triste, mas como eu tinha coisas a fazer resolvi que não ia pensar. Passei o resto da noite em família (meu primo mais novo vai ser pai e a gente estava comemorando), depois ainda rolou um jogo de Banco Imobiliário em casa que terminou às 3 da matina. Só depois, nos braços do meu amor que eu desabei. Chorei muito, feito criança, uma sensação de tristeza misturada com outros sentimentos que eu não sei descrever.
Mais eu ainda assim agradeço a Deus. Sabe porque? Porque ao meu lado eu tenho o amor. Aquele que me acolheu, que secou as minhas lágrimas, que me deu força, que me consolou e ainda me fez dormir nos seus braços. São esses pequenos gestos que fazem a vida valer a pena.
Agora chega disso, vamos às coisas boas.

Na quinta feira passou na Globo um especial chamado "Por toda minha vida". Essa semana falou do Claudinho, da dupla Claudinho e Bochecha.
gente, eu assisti e relembrei os meus 15, 16, 17 anos. Uma época muito boa da minha vida. Lembrei de amigos daquele tempo, de gente que sumiu, que morreu, que ainda permanece junto comigo. Chorei de saudades, de felicidade por ter tido a oportunidade de ter uma adolescência tranquila, sem aborrecimentos, vivendo os dias com responsabilidade e muita paixão.
Foi uma viagem no tempo! ADOREI.

Pra fechar, eu deixo pra vocês uma musiquinha que eu dançava muito nos bailes funks do RJ e que eu cantava a plenos pulmões.

Beijos grandes e prometo postar mais e visitar mais quando o bode passar.


5 comentários:

Enrico disse...

Ei, fica assim não! Dá raiva, frustração, mas quando chegar a hora dá certo, você vai ver. Eu já tenho 36 e ainda quero fazer mestrado, mas estou esperando o Enrico crescer um pouco e meu namorado tem 45 e agora está terminando o doutorado, não tem tempo pra isso.

Bjão

MeL disse...

legião, deve ser coisa de escorpião... hahahahaha bora levanta a cabeça e da volta por cima... bjs

Flávia Romanelli disse...

Vê, o comentário do Enrico é meu rsrs não vi que estava logado no usuário dele.

Bjão

Leite disse...

Vêzinha.. saudades.. nunca mais bloguei nem nada e nem tava acompanhado essa tua final pro mestrado, mas se tem uma coisa que você não pode deixa de fazer, vê, é lutar, que venham chuvas e temporais, mas sonhos quando chegam, fazem vaelr a pena até as noites que não se dormiu.
Bola pra frente! e muito chururuchururu pra você!

disse...

Flavinha: obrigada pela força, vc é 10!
Mel: vc faz parte né gostosinha!
Leite gata: Senti sua falta no blog, obrigada pelo carinho e vamos encher a blogsfera de coisas legais.