segunda-feira, 18 de maio de 2009

Ainda lembro o que passou...

No título usando Marisa Monte que eu nem gosto muito, mas foi a melhor frase que eu encontrei para este post de hoje.
Estava eu relendo o que eu venho escrevendo no blog desde o dia que resolvi criá-lo, eis que então me lembrei de um episódio que aconteceu comigo lá nos idos de 19quandoeueravirgem.
Pois então.
EU já tinha 19 anos e ainda não tinha sido inaugurada. Todas as amigas zoavam, eu me achava estranha, mas tinha meus motivos (fortes e sérios) para não me entregar a qq um.
Mais ai conheci o Rafael (nome fictício). Gatinho, cheiroso, carinha de anjo e o principal: Maior que eu. É gente, homem maior que eu sempre foi um problema, eu tenho 1,80 e sempre foi um parto, tanto é que marido é menor que eu uns 4 centímetros.
Então, voltando ao Rafael. Conheci ele num baile charm (eu amo charm), tava lá bonito, dançando (amo homens que dançam com sensualidade e sem exagero) e eu olhando. Resolvi então seduzir. Fiquei naquela troca de olhares e até que segura de mim resolvi chegar em cima e falei: Acende meu cigarro? E ele prontamente aceitou meu pedido. Ok... Papos meio incoerentes, mas uma boca gostosa; não falava quase nada, mas a pegada era boa, ele disse que tinha 17 anos, mas... Ops, 17? Como assim? Eu trabalho, tô na faculdade e ficando com um menino de 17? Ah dane-se, eu quero é ser amassada...
Todos os domingos a gente se via no mesmo lugar, e as vezes nos sábados íamos pra outra nightzinha. Até q ele começou a frequentar minha casa, foi no meu aniversário, me deu uma aliança de compromisso que hoje eu sei que imitava o Blue Marine da H. Stern, e eu achei o máximo!
Ok, dias e dias se passaram e nessa época minha mãe trabalhava num regime de plantão que ficava 48 horas fora de casa e como só morávamos eu e ela, geralmente eu ficava sozinha. Ai pensei: Poxa, tá na hora de dar né. O menino é legal, bonzinho, gosto dele, vai rolar.
Preparei todo o clima, velas, incensinho, prosecco (claro que tinha q ter prosecco), e achei q ia me dar bem.
Comprei uma lingerie especial, perfume importado e parti pro abraço.
Só que na hora H, no meio do amasso o telefone do menino tocou.

- Oi
- Oi porra nenhuma, você está aonde?
- Na casa de um amigo.
- Que amigo merda, já são 22:30 e você tem aula amanhã FDP!
- Calma ai mãe, tô saindo daqui a pouco, me dá mais meia hora.
- Claro que não, se você ficar em recuperação em matemática de novo esse ano eu MATO você.
- Tô indo mãe, tô indo, chego ai em 20 minutos.

É galera, minha noite de amor acabou com um big esporro da "sogra" e um TE LIGA, quem mandou querer namorar fedelho, isso que dá!

Beijos para todos e venham me visitar, tô sentindo falta!

2 comentários:

Nathália disse...

"Poxa, tá na hora de dar né." Hahahaha, rachei!
Ai, cara... Nada mais brochante do que essa cena da sogra, hein?

Beijo!

Carol disse...

Vê... que azar mulher...
Oh sogra chata! rsrsrsrs


Beijos