segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Coisas que só fazemos depois que construímos família.

Semana passada eu tive a melhor notícia de todos os tempos #exageradamodeon - Tears for Fears, a minha banda favorita entre odas fará shows no Brasil em outubro. Lógico que depois de uma notícia destas, eu pirei. Liguei pra saber preço de ingressos, fiz cotação de passagem e blá blá blá. Já estava contando nos dedos os dias pra chegar esse show que será memorável.

Eis que uma informação acaba comigo. As férias do marido só saem em 15 de outubro; o show é dia 08 de outubro e o aniversário de 4 anos da filha é no dia 09 de outubro. Dou um doce se vcs adivinharem se eu vou o não ao show. CLARO QUE NÃO!

Eu na hora falei pro marido: Ai amor, já qe ra vc não dá, tem problema não, eu vou e te encontro no RJ na semana seguinte. Esqueci completamente que fazendo isso eu iria privar o homem da passar o aniversário da filha junto com ela.

Ai bateu a dor! Na verdade frustração de saber que algo que eu queria e esperava há anos (o último show da banda foi em 2004, eu tinha 14 anos e lógico que não fui - ps: enquanto a molecada de hj curte Restart, na minha época ouviamos Tears for Fears).

Não chorei, porque por incrivel que pareça eu ando meio "seca" depois que cheguei aqui em Pira, deve ser o clima que anda secando minhas lágrimas ou então e resolvi não ceder aos dramas que eu geralmente faço rsrs.

Enfim, vou ficar em casa, não vou ver o show pela segunda vez, vou torcer para que eles façam algo memorável e queiram voltar novamente, assim como Pearl Jam tá fazendo pela terceira ou quarta vez se não falha a memória. Mas em compensação de tudo, vou ter a companhia da minha mãe por uns bons dias aqui na roça e depois, ai sim vamos ao RJ.

Que jeito né? Mas mesmo assim é bom ter família, ter filhos, ter marido, mesmo que isso nos faça abdicar de coisas que queremos MUITO!

Pra não deixar passar, fica uma musiquinha que amo, aliás, uma delas né, por falando dessa bnda fantástica, não tem uma só música que não seja maravilhosa. Essa me lembra 1995, quando ganhei de presente no níver de 15 anos o cd orginalissimo da coletânea que por sinal toca ATÉ HJ 16 ANOS DEPOIS!


Um comentário:

Nai disse...

Eu fiquei assim quando o beastie boys veio ao Brasil e eu não pude ir porque estava com o pé cortado por conta de uma melissa assassina...
Foi osso saber que todos os amigos de décadas estariam por lá e eu não, e não me conformo até hoje já que ele s nunca mais voltaram.
O que não fazemos pela família... só por eles mesmo, porque tenho certeza que a sua vontade era estar lá.

Beijinhos
Nai