terça-feira, 26 de abril de 2011

Momento mulherzinha

Se aproximando o dia das mães, os comerciais de tv estão lá exaltando qualidades de nós mães, dizendo o quanto somos belas, magnificas, exemplares e multiuso, sim porque a maioria das mães brasileiras têm jornadas duplas, as vezes até triplas e nem porisso perdem o encanto e a doçura que nos é atribuída.

Mesmo com todos os "rapapés", os comerciais têm razão em uma unica coisa: o quanto o amor de mãe transforma uma mulher.

Acho super viável e saudável uma mulher que não queira ter filhos. Jamais questiono ou julgo até porque eu já fiz parte desse numerário de mulheres e não me arrependo de não ter engravidado antes, acho que o fato de ter engravidado aos 26 anos, me deu uma dimensão maior do quão prazeroso e árduo seria essa tarefa.

É difícil educar, estabelecer limites, passar valores, não sucumbir aos desejos de comprar tudo e se endividar, de não voltar pra casa do portão quando você ouve um chorinho na hora de sair pro trabalho, enfim, é um misto de sensações desconhecidas e ao mesmo tempo fantásticas.

Já não posso me considerar tão mãe de primeira viagem, até porque minha filha já tem 3 anos e meio, mas acho ainda tenho muito aprender. Uma coisa que eu não quero esquecer de forma alguma: como é bom amar, ser amada e ter alguém pra realmente chamar de seu.

Porque amor de mãe, é bom demais.

4 comentários:

DESASSOSSEGADA disse...

Tomara q eu seja uma boa mae assim como a minha é para mim e vc é para a sua Maria Isis é tão lindo né.

Bjos

Nai disse...

Eu já aproveitei muito a minha vida, mais do melhor de tudo que fiz e que ainda posso fazer nada se compara a ter meu pedacinho de amor, sapeca e saltitante, me chamando de mamamãee ou mamãeminha, porque ainda não sabe falar mamãezinha, soa como música aos ouvidos.
É uma palavra tão comum, mais soa de uma forma tão especial, quando escuto de um único timbre de voz...
É amor de mãe, não tem explicação, é o melhor de todos amores.

Beijus

.Olívia T. disse...

Olha...

Não sou mãe, e não pretendo ser tão cedo. Mas esses comerciais têm razão.

Uma coisa que as pessoas costumam fazer muito é apenas valorizar o SER MÃE quando se tornam uma.

Eu costumo admirá-las antes... é incrível o que minha mãe fez e faz por mim, e o que tantas mães ao meu redor são capazes.

Dia 8 estarei com a minha, bem pertinho de mim =).

.Olívia.

Anne disse...

Amor de mãe é simplesmente eterno!! Eu ainda não tenho filhos, mas quero tê-los sim! Em seu devido tempo, quero curtir essa fase de ser mãe...

Conhecendo agora teu cantinho, que lindo!! Virei sempre! Obrigada por teu comentário, por ter torcido...

Agora é ser feliz! rs Beijoooos!