sábado, 3 de março de 2012

Os meus dias são sempre iguais

Não tão belos quanto Luiza Possi quando cantou música com frase que denomina o título dessa postagem.

Dias chuvosos, de sol, calorentos, frios, porém todos com a mesma característica: vazios. 

Não adianta pedir, tentar, falar, ousar, mudar... tudo acontece exatamente do mesmo modo, com a mesma distância e principalmente na mesma solidão.

Por enquanto, não há nada a fazer, só sofrer e esperar. A tal força que sempre aparece, já disse que agora não vem.

Então tá bem, deixa assim...

Vejo você amanhã "meu querido dia"...

Um comentário:

MeL disse...

Poxa Vê, eu fico pensando o quanto deve ser complicado pra vc, estar longe da sua terra, longe dos seus amigos, longe de tudo que vc conheceu como lar... Ainda por cima tem a insensibilidade dos maridos que não ajudam muito nesse processo... Mas viu, vc é especial, e seus dias nunca vão ser somente dias... porque vc está neles.. Adoro vc!